Da boca para dentro, checkup do sorriso na AR odontologia

O dentista mineiro que foi abraçado pelo mundo Dr. Carlos de Carvalho
O dentista mineiro que foi abraçado pelo mundo Dr. Carlos de Carvalho
27 de agosto de 2019
Lente de porcelana sorriso hi-tech DSD
Lente de porcelana sorriso hi-tech DSD
27 de agosto de 2019
Exibir tudo
Da boca para dentro, checkup do sorriso na AR odontologia

Da boca para dentro, checkup do sorriso na AR odontologia

A boca desempenha inúmeras funções de extrema importância em nossas vidas e que repercutem na saúde de todo o organismo. Isso porque ela é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, uma porta de entrada para bactérias e outros microrganismos que podem ser prejudiciais à saúde. Vários estudos estão relacionados à boca e a como ela influencia outras doenças.

Da boca para dentro, checkup do sorriso na AR odontologia.
Portanto, concluiu-se que (mesmo sendo um clichê antigo), a saúde começa pela boca. Entre algumas relações estudadas, destacamos:

1 – Tabagismo: um dos maiores fatores de risco para doenças periodontais – doença inflamatória, de origem bacteriana e que afeta a gengiva. Esse hábito influência nos processos de cicatrização, na queda da defesa do organismo e no aumento nas inflamações. Isso aumenta as chances de doenças periodontais graves, perda dentária e de massa óssea.

2 – Infecções pulmonares: os dentes contêm uma placa dental que comporta bactérias que, se aspiradas, podem causar infecções pulmonares e alterações no aparelho respiratório.

3 – Diabetes: as inflamações periodontais dificultam o controle dos níveis de açúcares no sangue. E se há uma piora no quadro do sistema imunológico, a doença periodontal se agrava.

4 – Doenças cardiovasculares: alguns tipos são caracterizados por formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos. Ao crescer ou se romper, essas placas podem impedir a passagem do sangue, ocasionando um possível infarto, trombose ou Acidente Vascular Cerebral (AVC). As bactérias e a inflamação associadas à doença periodontal contribuem para esse processo.

5 – Gravidez: o nascimento de bebês prematuros e/ou com baixo peso e a pressão alta na gravidez (pré-eclâmpsia) são problemas possivelmente relacionados às doenças periodontais, pois as gestantes com doença periodontal têm mais produtos inflamatórios no sangue. As grávidas devem estar atentas ao sangramento gengival, que indica a presença de doença periodontal.

Os comentários estão encerrados.

Ajuda? Chat via WhatsApp